• Redação Nova Brasil América

Migração de brasileiros para EUA via México aumenta 6,5 vezes em um ano


Foram mais de 46 mil deportados até setembro; ao fazer a travessia, alguns brasileiros desaparecem, como Raiane e Daniel, sumidos desde 12 de março

Foto: Reuters

Há seis meses, a porteira Sabrina Maria dos Santos Gonçalves, 42, espera todos os dias por notícias da filha, a operadora de telemarketing Raiane Samira dos Santos, 23, que desapareceu com o marido, Daniel Mourão Almeida, 31, ao tentar atravessar a fronteira do México com os Estados Unidos.

O último contato do casal com a família foi no dia 12 de março, quando os dois fizeram uma chamada de vídeo de um hotel da cidade mexicana de Tijuana. A ligação foi pouco antes que eles pegassem um barco, com outras oito pessoas, para cruzar a fronteira durante a noite. “Eu já perdi uns 15 kg desde esse dia. A gente só quer uma resposta”, afirma a mãe, que mora em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo.


A Alfândega e Proteção de Fronteiras dos EUA (US Customs and Border Protection) informou que o número de brasileiros que tentaram entrar de forma ilegal no país cresceu 6,5 vezes no último ano. Entre outubro de 2020 e setembro de 2021, 46.410 imigrantes do Brasil foram deportados contra 7.161 no período anterior.

A maioria dos brasileiros tentou entrar pelas fronteiras do Arizona (28.538) e da Califórnia (14.266). Mais da metade viajava em família (34.636) e há registro de cinco menores detidos pela imigração.

0 visualização0 comentário